Marketing para Construção Civil

Mais de 300 milhões vendidos por ano

Entenda e questione as métricas de vaidade

 

Você já ouviu alguém dizendo com orgulho que fez uma publicação e conseguiu atingir um grande número de visualizações ou de seguidores?

Se isso aconteceu, você presenciou a comemoração de uma das métricas de vaidade…

Continue a leitura dos próximos parágrafos que você irá entender com clareza o quais são as métricas que importam de verdade para o marketing digital.

 

O que são métricas de vaidade?

De forma direta e objetiva, as métricas de vaidade são aquelas que não te ajudam a tomar decisões e nem te aproximam de algum objetivo.

Por exemplo, se você está fazendo um anúncio com foco em venda, a quantidade de curtidas em sua página é uma métrica de vaidade e não deve ter relevância.

Seu objetivo nesse caso é vender e não ganhar curtidas na página.

O grande autor Eric Ries, do livro A Startup Enxuta, chama a atenção para empresas que estão no meio digital e se apegam as métricas de vaidade.

Pois elas podem te dar uma falsa impressão de crescimento e até mesmo levar a empresa para o caminho errado.

Entender isso de forma clara é muito importante para um empreendedor na hora de analisar suas campanhas de marketing digital.

 

analise de métricas de vaidade

Quais são as métricas de vaidade?

Na prática do dia a dia existem muitas métricas que podem ser consideradas como de vaidade.

Mas, é importante você analisar as principais e onde elas se encaixam.

Por isso, listei abaixo as principais métricas de vaidade:

  • Cliques.
    Uma campanha com o objetivo de captar leads ou vender, não pode considerar o número de cliques.  A métrica real neste caso é o número de pessoas que se converteram em lead ou comprador.
  • Likes
    O número de pessoas que curtiram uma publicação que você fez com o intuito de gerar tráfego, é um exemplo de métrica de vaidade.
  • Tamanho da lista de e-mails
    O tamanho da sua lista é algo que não te leva a nenhum objetivo. Você pode ter uma lista gigante, mas nenhum relacionamento ou autoridade sobre elas.

Vamos entender como isso se reflete na prática…

Se o seu objetivo é captar leads, não é relevante analisar o número de pessoas que compartilharam o seu anúncio ou até mesmo que curtiram ele.

Um grande número de compartilhamentos nesse caso não quer te dizer nada. E não te aproxima do seu objetivo de captar mais clientes.

Mas você pode se questionar:

“Bom, com muitos compartilhamentos eu serei visto por mais pessoas e isso fará com que a minha marca seja mais reconhecida.”

Concordo em partes com isso, mas se trata de algo sem previsão e fora do seu controle, não são esses número que te levarão ao seu ROI (Retorno sobre investimento) desejado.

Após entender isso, vamos agora as métricas reais…

Métricas de vaidade na prática

Quais são as principais métricas reais?

Todas aquelas que te ajudam a tomar decisões e te aproximam do seu objetivo são um exemplo dessa classe de métricas.

6 exemplos práticos para você entender as métricas reais:

  • Conversões para a versão paga em um Aplicativo:
    Quantas pessoas baixaram e acessaram um aplicativo na versão gratuita é uma métrica de vaidade, a métrica real é quantas pessoas foram da versão gratuita para a versão paga.
  • Pessoas que assistiram até 75% do vídeo:
    O número de visualizações do seu vídeo não importa. Relevante é a quantidade de pessoas que visualizaram esse vídeo em até 75%, pois é o número que mostra o enjangamento das pessoas com a sua publicação.
  • Ações externas:
    Se você escreve um e-mail, não adianta olhar qual foi a taxa de abertura dele, você tem que focar na quantidade de pessoas que realizou a ação externa que você mandou.
  • Taxa de conversão:
    O número de leads é irrelevante, a métrica real é a quantidade dessas pessoas que converteram em clientes pagantes através das suas campanhas (taxa de conversão).
  • Número de visitantes
    Se você criou um artigo otimizado para a busca orgânica no Google, o número de visitantes daquela página é uma métrica real, pois mostra que ele está bem posicionado nas buscas.

Dica extra: Esqueça o seu número de seguidores

Vejo com frequência marcas comprarem sistemas para ganho seguidores, mas isso não traz resultados.

E é simples de entender o motivo: as pessoas não tem engajamento com a sua marca.

Minha dica para você é: Não foque no número de seguidores que você tem, mas sim no engajamento dessas pessoas.

Conclusão

Uma métrica tem que te levar a um objetivo ou te ajudar a tomar decisões.

É importante que você questione todas as métricas. Só assim elas poderão te direcionar para o caminho certo.

É natural acompanhar as métricas de vaidade, mas o que precisamos é direcionar o nosso foco para as métricas reais e não para as de vaidade.

Agora que você já esclareceu suas dúvidas quanto as métricas de vaidade, continue seus estudos em marketing digital com a leitura sobre porque fazer anúncios que não geram vendas.

Autor

Diego Reis unic digital

Diego Reis

Ouça esse conteúdo também em podcast (Spotify | iTunes | SoundCloud)

Share Button

Unic Digital 2018 | Todos os direitos reservados